Câmara Municipal de Tatuí

PRIMEIRA SESSÃO SEMESTRAL SEM PROJETOS

AGOSTO

Dia 1º de agosto, a Câmara Municipal encerrou o período de 14 dias de recesso parlamentar, e na terça-feira, dia 7, já realizou sua primeira sessão ordinária do 2º semestre. A reunião não apresentou votação de projetos de lei e os vereadores discutiram as indicações, os requerimentos e moções contidas na pauta. A maioria dos requerimentos pede a recuperação de vias públicas e estradas, realização de operações “tapa-buracos”, pinturas de sinalização de solo, instalação de iluminação pública e energia elétrica em ruas de vários bairros de Tatuí, instalação de pontos de ônibus e realização de trabalhos de limpeza e capinação de mato, dentre outras benfeitorias. Dois requerimentos preocupam-se com a saúde pública. Um deles, do vereador Ronaldo José da Mota, pede ações intensivas direcionadas ao combate da febre maculosa nas imediações do Ribeirão do Manduca, em razão da grande concentração de capivaras no local, portadoras de carrapatos, que podem transmitir esta doença aos seres humanos. O parlamentar Alexandre de Jesus Bossolan, por sua vez, questiona a municipalidade sobre a data de realização das obras, em parceria com a Sabesp, para ligação da rede de água em propriedades do Bairro dos Fragas. O parlamentar Joaquim Amado Quevedo, pediu à prefeita, em um de seus requerimentos, para informar sobre a possibilidade do conserto ou da substituição das placas de sinalização com nomes de logradouros públicos em Tatuí, contendo a indicação do bairro e CEP da rua. Tal medida facilitaria a localização das ruas da cidade. O vereador também requer a criação de CEP para o Bairro Residencial “Vida Nova Tatuí” (Pacaembu). Neste mesmo sentido, o parlamentar José Carlos Ventura indica a necessidade de criação de CEP para as ruas do Bairro Congonhal.