Câmara Municipal de Tatuí

(1960/1963 e 1968) - OLÍVIO JUNQUEIRA

olivio junqueiraNasceu em Cristais Paulista, no dia 26 de dezembro de 1912. Elegeu-se vereador de 1960 a 1963. Reelegeu-se entre os anos de 1964 a 1967, ocupando por duas vezes a presidência da Câmara. Foi presidente da UDN por oito anos e do MDB por quatro anos. Sua principal atividade comercial foi a agro-pecuária. Olívio Junqueira teve três filhos: Crispiniano Francisco, Olívio da Silva e Marcelo da Silva. Junqueira também foi prefeito por duas vezes, de 1956 a 1959 e de 1977 a 1982. O segundo mandato foi marcado por duas cassações. A primeira causou-lhe o afastamento do Poder Executivo por oito meses, de 29 de janeiro a 4 de outubro de 1979. No mesmo dia em que entregava a chave do novo prédio da Câmara Municipal ao então presidente, Joaquim Amado Quevedo, os vereadores se reuniriam durante cinco horas para votar o pedido de cassação do prefeito. O motivo seria a derrubada da fonte luminosa e a construção do coreto da Praça da Matriz, obra que teria sido realizada com verba não prevista em orçamento. O prefeito somente voltou ao poder depois de apelação ao Tribunal de Justiça de São Paulo, que entendeu que a obra teria sido edificada com restos de materiais de construção. Em 14 de maio de 1981, José Cezar, então presidente da Câmara, conseguiu aprovar nova cassação, invalidada quatro dias depois por força de liminar. Olívio Junqueira faleceu no dia 5 de setembro de 2002.